Ação reivindicativa

Trabalhadores Gestamp em Vendas Novas conquistam aumento salarial e redução da precariedade laboral

A luta e a unidade dos trabalhadores da GESTAMP de Vendas Novas foram fundamentais contra a intransigência negocial da Administração.

Foi a sua determinação através  da marcação de greve, que tornou possível um acordo que vai ao encontro das suas justas reivindicações demovendo desta forma a administração da empresa de continuar uma política de baixos aumentos salariais.

 

Importa ainda realçar que, antes da tomada de decisão de realização da greve, a Administração da Gestamp pretendia aplicar apenas 15 euros de actualização salarial e ignorar o problema que existente dos trabalhadores com contratos de trabalho precário. 

A unidade e firmeza dos trabalhadores da Gestamp obrigou a empresa a recuar nas suas intenções e a vir ao encontro das propostas apresentadas pelos trabalhadores no seu Caderno Reivindicativo para 2017, nomeadamente: 

-Aumento salarial de 30€ para todos os trabalhadores; 

-A passagem a efectivos de 10 trabalhadores com contratos de trabalho temporário; 

-O pagamento do trabalho suplementar realizado ao Sábado, Domingo e Feriados passou de 125%, para 150%; 

-O subsídio de refeição quando o trabalho for realizado ao Sábado, Domingo e Feriados passou a ser de 6,50€ 

-Compromisso assumido pelaadministração da empresa de não promover qualquer tipo de despedimento.

O SITE Sul saúda os trabalhadores que através da sua persistência, da sua acção e luta, com o apoio do seu sindicato, viram as suas justas reivindicações serem reconhecidas, sendo eles a prova viva de que vale a pena lutar, pois «quem luta nem sempre ganha, mas quem não luta perde sempre».

Face ao acordo alcançado, o pré-aviso de greve para os dias 12 e 14 de Novembro foi retirado.

2016-11-16

 

Todos ao 1º de Maio!

Próximas iniciativas

 

28/03/2017- Dia Nacional da juventude/ manifestação em Lisboa

25/04/2014- Dia da Liberdade

01/05/2017- Dia do trabalhador

Saúde e Segurança no Trabalho

logosstsitetr 

 

SITESUL no Facebook

facebook_sitesul

Assédio Moral é ilegal!